Diocese de Osório

A palavra do Bispo

Jesus, o melhor presente!

O Senhor Jesus continua vindo e não cansa de chegar e bater a porta do nosso coração, desejando entrar, mas aguarda respeitosamente pela nossa acolhida. Para os que teimam em andar nas trevas oferece sua luz, sua estrela, seu amor, seu consolo: o aconchego da humilde manjedoura de Belém.

São muitas as imagens natalinas que se nos apresentam quando começamos a falar do Natal. Uma das mais significativas é a da tenda. A tenda como espaço de encontro, amizade, diálogo... Ele pôs sua tenda entre nós. É Deus comunicando-se com os seus.

Em 1223, São Francisco de Assis fez o primeiro presépio ...

Ver o artigo completo

Abramos as portas, ele está chegando!

Luz da Paz da Belém

Preparai o caminho do Senhor!

Ano da Paz - Ano da Vida Religiosa Consagrada

Jesus é Rei?

Ver mais antigas

Enviar as novidades da página inicial da Diocese para este e-mail:
NotíciasEspecial

Ver mais antigas

A contagem regressiva para o Natal no estilo católico

diácono Marques Silva1

Nesta época do ano cada criança e, presumo que possa dizer, um bom número de adultos, estão impacientemente fazendo a contagem regressiva para Natal. Quando criança, minha família tinha um desses grandes calendários de Advento de janela, onde você abria uma janela cada dia para revelar um pensamento ou imagem dentro. Isso ajudava-nos a situar-nos onde estávamos no tempo do Advento. A Igreja faz a mesma coisa através da liturgia e isso começou em 17 de dezembro.

O sistema de contagem regressiva da Igreja chama-se “antífonas do Ó”. Seu nome deriva da antífona que é rezada antes do Magnificat durante as Vésperas por sete dias antes da solenidade do Natal. Nós sabemos que as Antífonas do Ó existem desde pelo menos o século V porque Boécio fez uma referência a elas2. Durante o século VIII elas foram entrelaçadas em várias celebrações litúrgicas em Roma. “Cada antífona tem um propósito duplo. O primeiro é narrar um título do Senhor, enquanto o segundo narra uma profecia do Messias”3. Padre William Saunders da Diocese de Arlington, escreveu um excelente artigo fornecendo uma história completa e explicação na página indicado na nota 3.

Esta contagem regressiva não apenas intensifica nossa ansiosa expectativa pela solenidade do Natal, mas deveria também encorajar-nos a intensificar nossos esforços de “aplainar os caminhos” de nossos corações para Jesus, nosso Rei. Nós podemos redobrar nossos esforços para preparar essa solenidade por:

  • cultivar algum tempo de silêncio e acalmar nossos corações e mentes: Sofonias 1,7; Salmo 46,10.

  • adotar ou renovar uma atitude de gratidão: Salmo 100,4 e Salmo 107,1.

  • usar os títulos para louvá-lo e invocar sua presença em nossas vidas cotidianas: Salmo 22,3.

Para contribuir, aqui estão uns poucos pensamentos para ajudar a focar nossa meditação durante a contagem regressiva para o Natal:

17 de dezembro: O Sapientia (Ó Sabedoria), dirige minha vida e todas minhas ações pela tua divina e benevolente providência. Ensina-me e mostra-me teu caminhos, que possa conhecer tua salvação.

18 de dezembro: O Adonai (Ó Deus da Montanha/Ó Deus todo-poderoso), revela tua presença para aqueles que não te conhecem, “para que vejam como é grande a tua força. Como em nós lhes demonstraste santidade, assim mostra-nos tua glória através deles, para que saibam e confessem como nós que não há um outro Deus, além de ti! Renova teus prodígios e portentos, glorifica o teu braço poderoso!” (Sirácida 36,4-6).

19 de dezembro: O Radix Jesse (Ó Raiz de Jessé), cria raiz em meu coração e fortalece-me para que possa produzir bom fruto “para o louvor de tua glória” (Efésios 1,6). E então eu errante direi a mim mesmo tuas palavras: “Sem mim nada podem fazer” (João 15,5).

20 de dezembro: O Clavis David (Ó Chave de Davi), tu que abriste os portões do céu e libertaste o povo de Israel, liberta-me das amarrar do pecado (Romanos 6,18). Destranca o meu coração, que eu possa viver como um “filho no Filho” (1 João 3,1) e liberta-me para viver (2 Coríntios 3,17) como um filho da luz (1 Tessalonicenses 5,5).

21 de dezembro: O Oriens (Ó Aurora Radiante/Ó Estrela da Manhã), ilumina minha mente e inflama meu coração com conhecimento de ti e amor por ti. Brilha no meis profundo do meu coração para chamar-me das trevas para tua luz maravilhosa (1 Pedro 2,9).

22 de dezembro: O Rex Gentium (Ó Rei de Todas as Nações), causa daqueles que têm autoridade para liderar-nos e governar-nos com equidade e justiça. Governa sobre o meu coração e faz de mim um “servo bom e fiel” (Mateus 25,23).

23 de dezembro: O Emmanuel (Ó Deus Conosco), acompanha-me do tempo para a eternidade. Possa eu aceitar de bom grado a advertência de São Paulo para “que a palavra de Cristo, com toda a sua riqueza, viva no vosso coração! Ensinai e instruí uns aos outros com toda a sabedoria. Cantai salmos, hinos e canções espirituais; louvai a Deus, com gratidão no coração.” (Colossenses 3,16).

E lembre de tomar a primeira letra de cada título (ERO CRAS) para ouvir o Senhor dizer: Virei amanhã!


1 Tradução por padre Marlon Ramos Lopes. Acessado em 17 de dezembro de 2014. Autorizado pela diretora de comunicações da Diocese Católica de Arlington. Texto original em https://encourageandteach.wordpress.com/2014/12/16/the-christmas-countdown-catholic-style/

Também pode-se ler http://pt.wikipedia.org/wiki/Ant%C3%ADfonas_do_%C3%93

2 Saunders, Rev. William. “What are the ‘O Antiphons?’” Catholic Education Resource Center. 2003. Accessed December 16, 2014. http://www.catholiceducation.org/en/culture/catholic-contributions/what-are-the.html.

3 Ibid.

Agenda